0

Growth Hacker e Mulheres no Novo Marketing nas Empresas


É bem comum e até natural que as mulheres exerçam uma curiosidade maior e sejam mais criativas na hora de buscar soluções diferenciadas na execução do trabalho diário.

Com as ações de growth hacker não costuma ser diferente. Aliás, elas são bem proativas quando se trata de criar estratégias de marketing “fora da caixa” e com base no desejo do consumidor.


Estratégias de marketing bem executadas levam em consideração o perfil do cliente e, como as mulheres tem um feeling muito apurado nesse quesito, costumam se dar muito bem!

Mas, será que elas são melhores em growth hacking também?
Será que ser mulher é um diferencial e ajuda ter melhores resultados?


Bem, não é algo que estudos científicos possam comprovar! Temos aqui apenas uma hipótese, mas é óbvio que os homens também podem ter resultados tão bons quantos as mulheres.


Porém, nosso foco hoje é o growth hacker realizado por elas. Casos nacionais e internacionais que atestam que as mulheres estão super qualificadas para exercer essa metodologia!

Mas, vamos começar entendendo primeiro o que é o método growth hacker marketing.

Growth hacker, o que é isso?

Experimentação. Essa é a palavra-chave para indicar essa estratégia de marketing. Porém, embora pareça algo aleatório e sem “rumo certo” não acredite nisso.

Afinal, como já deixamos claro, growth hacker se trata de um método, e dessa maneira, como é descrito no dicionário, trata-se de um processo organizado, lógico e sistemático de pesquisa, instrução, investigação, apresentação etc.


Ou seja, não tem nada de aleatório em growth hacker marketing. É preciso ser muito organizado e saber analisar os dados obtidos com muita frieza e cautela.

Ah, mas mulheres não gostam de lidar com números e cálculos! Esse pode ter sido um pensamento que veio à sua mente nesse momento.

Essa questão é recorrente. Mas, não se deixe enganar por esse tipo de esteriótipo.
Elas podem ser tão boas quanto qualquer um com cálculos e números e mulheres em growth hacker obtém resultados surpreendentes.

Em que situações utiliza-se a metodologia growth hacker marketing?

Sem dúvida nenhuma growth hacker é uma metodologia para quem busca crescimento contínuo e acelerado, ponto.

Startups são as que mais utilizam-se dessa metodologia e os cases de growth hacker marketing mais bem sucedidos são provenientes desse tipo de empresa.


Mas, há outro motivo para cases de sucesso advirem mais de startups. Basicamente, não é possível usar essa metodologia em empresas com sistemas e gestão engessadas que por causa da burocracia emperram decisões por muito tempo.

Outros fatores que impedem o uso do growth hacker é a intolerância ao erro. Se você não pode errar, não pode considerar esse método, pois ele entende que o erro é uma parte da estratégia.

E, por fim, fluxo de caixa em baixa. A falta de dinheiro para grandes investimentos em publicidade induzem à essa metodologia que vai testar várias formas de atingir a sua persona com o uso de variadas ferramentas, testes A/B, análise de dados e, claro, muita, muita criatividade.


E como as mulheres podem se destacar em growth hacker?

Como é possível verificar growth hacker não é um método engessado. Ele permite que muitas técnicas sejam utilizadas e dessa forma, torna-se um método onde várias habilidades podem ser utilizadas.

As mulheres se destacam em quesitos como
  • Atenção aos detalhes
  • Criatividade
  • Foco
  • Curiosidade
  • Comunicação, entre outros.

Apesar de usar ferramentas e estratégias, growth admite que feeling é muito importante na hora de decidir onde os esforços serão alocados com maior intensidade.

E não há necessidade de se ter uma formação específica para exercer a atividade. Mas, as habilidades acima unidas a uma formação como engenharia, marketing, TI, entre outras, ajudam muito no desenvolvimento das atividades da profissional.

Cases de mulheres em growth hacker

Há vários cases bem sucedidos habilmente conduzidos por mulheres, conheça alguns.

Porto Seguro: A empresa está lançando um aplicativo e conta com a força feminina - Janaína Ramos - para utilizar as estratégias de growth hacker e expandir ainda mais sua atuação no mercado.
Nubank: A empresa se tornou uma das maiores fintechs das américas e foi co-fundada por Cristina Junqueira – atualmente a frente da área de vendas e marketing.
A empresa é considerada um dos maiores cases de growth hacking do mundo.


BeerOrCoffee: É um aplicativo que já está sendo conhecido pelos empreendedores como o “Tinder dos negócios”. Conduzido por Roberta Vasconcellos, o app conecta pessoas interessadas em negócios e projetos de interesses comuns.



Nasty Gal: Loja virtual de mais de 100 milhões de dólares, com mais de 350 funcionários criada pela Sophia Amoruso.


GoldieBlox - fundada pela americana Debbie Sterling, a startup vende kits de engenharia para meninas visando desenvolver as habilidades nessa área desde a infância.


Consultoria Growth Hacker

Tem interesse em aprender mais sobre esta técnica e aplicá-la aos seus negócios?

Acompanhe mais artigos publicados no blog e caso tenha interesse entre em contato para obter mais informações sobre a consultoria em growth hacker.

Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails