0

Outubro Rosa: mamografia é um ato de amor

No mês que se comemora a prevenção do câncer de mama, entenda como a mamografia é um exame fundamental no combate da doença

Você sabia que pelo menos um quarto das mulheres diagnosticadas com câncer são vítimas de câncer de mama? As estatísticas não são nada animadoras, mas mostram a importância de tomar os devidos cuidados para se prevenir deste que é considerado um dos maiores males que aflige as mulheres.

A boa notícia é que quando os sintomas são percebidos no início e o diagnóstico é feito de forma precoce, as chances de cura sobem para quase 95%. Assim, cabe às mulheres o papel fundamental de realizarem o autoexame e, também, irem ao médico com uma certa frequência para se certificar que tudo está em conformidade. E outubro é o mês ideal para você pensar sobre isso.



Outubro rosa: uma iniciativa por amor às mulheres

A campanha Outubro Rosa não é uma iniciativa nova. Desde a década de 90, nos Estados Unidos, as mulheres se uniram para realizar uma série de campanhas alertando sobre a importância não apenas do autoexame, mas também da eficácia de se buscar auxílio médico desde o início, logo que os primeiros sinais surgirem.

No Brasil, a campanha Outubro Rosa começou nos anos 2000 e a cada ano que passa a iniciativa ganha mais força. Hoje, já podemos afirmar que o Outubro Rosa é parte oficial do calendário preventivo da saúde feminina. Por isso, ao longo desse mês você verá em diversos veículos da imprensa brasileira matérias sobre esse assunto.
Portanto, nada melhor do que ter um pouco mais de conhecimento sobre o tema e começar os cuidados em casa, não é mesmo?

Autoexame: o primeiro passo

Antes de qualquer coisa, toda mulher deve criar o hábito de, com certa frequência – uma vez por mês é suficiente – realizar em casa o autoexame. Trata-se da primeira forma de combate e, a partir dela, estima-se que pelo menos 66% dos casos de câncer de mama sejam diagnosticados.
Para realizar o autoexame, a mulher deve tocar os seus seios e verificar se existe algum tipo de caroço ou nódulo nas mamas. O surgimento do problema é mais comum em mulheres acima dos 40 anos de idade, mas recentemente tem aumentado o número de casos de pacientes abaixo dessa faixa etária.



Por se tratar de um exame muito simples, a recomendação é que todas as mulheres, independentemente da idade, criem o hábito de realizá-lo pelo menos uma vez por mês. Outros sintomas como secreções ou sangue saindo dos mamilos e alterações na forma da mama ou dos mamilos também são motivo de alerta e sinal que a paciente deve procurar um médico.

Exame de mamografia: você precisa fazer o seu

A partir dos 40 anos de idade, é extremamente recomendado que todas as mulheres realizem o exame de mamografia ao menos uma vez por ano. Antes dessa idade, o exame pode ser feito com orientação médica ou em caso de alguma suspeita. Precaução nunca é demais e você não perde nada por se certificar se está tudo bem ou não.
A mamografia é um exame indolor, mas alguns pacientes podem sentir um certo tipo de desconforto. Para que as imagens sejam capturadas, a paciente é posicionada em pé, próxima do equipamento, onde há a compressão das mamas, nas formas horizontal e vertical, para que possa ser feito o registro das imagens.

Até mesmo as mulheres que utilizam próteses de silicone podem sem problema algum realizar um exame de mamografia. Contudo, é de fundamental importância que esse fato seja comunicado ao médico e também aos técnicos responsáveis pela realização do exame. Em linhas gerais, não há nenhum tipo de contraindicação para uma mamografia, ficando de fora da lista apenas as gestantes.
Um outro conselho dado pelas clínicas ao agendar o exame é que as pacientes evitem utilizar cremes, desodorantes, perfumes e talcos no dia da avaliação. A proposta é que esses itens externos não prejudiquem a interpretação das imagens, facilitando a vida dos técnicos para que eles possam ser mais precisos em seus laudos.

A mamografia com a telerradiologia

Uma das grandes vantagens a qual as pacientes têm acesso nos dias de hoje na hora de fazer uma mamografia é a de realizar o exame em uma clínica ou hospital que trabalhe com o sistema de telerradiologia.

No caso da mamografia, se houver urgência, os laudos a distância podem ser entregues até mesmo em uma hora. Entretanto, o maior diferencial de se utilizar essa metodologia está na qualidade do resultado final. Isso ocorre porque quando as imagens chegam a uma central de telerradiologia, quem as recebe é um profissional dedicado a fazer exames de uma subespecialidade.
Assim, um especialista em laudos de mamografia terá muito mais possibilidades de elaborar laudos mais completos e se ater a detalhes que, muitas vezes, um profissional mais generalista poderia deixar passar. Sendo assim, diminuem os índices de refação, ou seja, a necessidade de se realizar novamente o exame para que seja possível tirar dúvidas pontuais.

Em resumo: no caso de um exame tão importante como a mamografia, nada melhor do que contar com especialistas que sejam capazes logo de primeira de indicar os melhores caminhos. O seu médico certamente vai agradecer a clareza nas informações e as chances de você iniciar um tratamento de imediato – se for necessário – aumentam as probabilidades de sucesso.
Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails