0

Uma Opção Quebra Gelo no Guarda Roupa


Eu sempre gostei de seguir a moda, e raramente as tendências me desagradam. Sempre abusei das cores da estação – e de vez em quando dava uma escapulida no padrão e usava uma cor totalmente inesperada. Adoro o efeito do inesperado! E normalmente as combinações ficavam bem bonitas, já que nunca tive dificuldade em entender o que caía melhor com meu corpo e meu tom de pele e cabelos.

Mas aí veio o baque: me formei em fisioterapia – e fisioterapeutas, a exemplo de médicos, trabalham de branco, dos pés à cabeça. No começo fiquei empolgada, afinal a roupa toda branca dá uma certa sensação de status, sim. Mas com o tempo, eu, tão ligada em modas e a cores, comecei a ficar entediada com aquilo. Olhava pro guarda-roupas de segunda a sexta e só via branco. Branco puro, branco gelo, branco neve, branco pérola e todas as demais variações de uma mesma cor que só as mulheres conseguem enxergar (meu namorado pega no meu pé toda hora com isso!). Nas blusinhas eu até conseguia variar um pouco, usando uma que tivesse uns bordadinhos coloridos, fitinhas... mas e na calça? Ou era jeans ou era legging, mas sem variações. Pra mim, aquilo era uó! Até que um dia, vi uma moça na academia usando uma legging jacquard branca e achei o máximo! Pensei comigo: é isso!



A textura salvadora 

Quando a gente fala em calça legging, sempre imagina essas calças justas, lisas, com cores fortes ou com estampas escandalosas – uma coisa beeeem “academia de ginástica”, mesmo. Mas quando vi aquela leggin jacquard da moça, percebi que estava perdendo possibilidades infinitas de quebrar o gelo do meu look de trabalho. E a solução era tão simples Ai, que raiva...
No dia seguinte, aproveitei a folga do almoço e fui atrás de lojas que vendessem esse tipo de calça – e de fato, achei várias opções de textura. Essa é a graça da jacquard: ela é diferente só por causa da textura, sem precisar de cores e estampas pra se diferenciar. Aliás, por causa dessas texturas, o tecido da legging jacquard parece ficar um pouquinho mais grosso, e ela perde a cara de “meia-calça 80”, sabe? Daquelas bem grossas que foram moda no inverno, pra usar com blusão. Pois é. A jacquard tem uma cara mais social, mais séria. E o engraçado é que, se você usá-la na academia, também dá certo! É muito versátil! 

E pra usar no trabalho... 

Pra usá-la no meu estúdio, foi a coisa mais tranquila do mundo. Claro que não fica bem eu usar todas as peças de roupas justinhas, então o truque era jogar um blusão amplo por cima da calça. Mas quando todos estão lavando e só tenho regata colada no armário, amarro uma blusa de moletom na cintura e pronto! Meus pacientes acham graça e dizem que fiquei com cara de estudante – e eu adoro! Que mulher não gosta de ouvir que ficou com aparência mais jovem??
O único problema que tenho com legging (jacquard ou não) é que tenho as pernas grossas, e o atrito delas acaba desgastando o tecido entre as coxas um pouquinho (um poucão) mais rápido do que eu gostaria. Na fase inicial do desgaste, dá pra disfarçar, mas depois fica feio. Mas esse problema foi fácil de resolver: comprei várias calças, cada uma com uma textura diferente; assim, vou alternando entre uma e outra e o desgaste demora mais a aparecer. Como diz minha irmã: “não vejo onde está o problema!”. Rsrsrs



Então, meninas, fica a dica: coloquem umas legging jacquard no guarda-roupas sem receio, porque essas danadas são super coringas! 
Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails