0

O salto alto e a sua coluna


Milhões de mulheres utilizam salto alto diariamente. Tema de grande relevância para a maioria das brasileiras, a utilização e o tamanho do salto geram questões interessantes. Um estudo recente avaliou a atividade muscular da região cervical em mulheres com ou sem salto e concluiu que aquelas que utilizaram saltos altos apresentaram sobrecarga muscular, ou seja, a musculatura próxima ao pescoço trabalhou mais do que deveria, levando à dor e fadiga (fraqueza muscular) crônicas. 

Além disso, existe a crença popular em que o salto alto aumentaria a curvatura lombar e, consequentemente, dos glúteos. Isto, de fato, não ocorre. A avaliação da postura em mulheres que utilizam salto alto demonstrou que os mesmos promovem a diminuição da lordose. Esta é uma curvatura natural da coluna, importante por diminuir a pressão existente nos discos intervertebrais, popularmente conhecidos como os “amortecedores da coluna”. Esta redução da lordose causada pelo salto alto poderia, portanto, levar ao desgaste prematuro dos discos. Portanto, apesar de belos e desejados pelas mulheres, os saltos altos nem sempre são desejáveis para a coluna. Sua utilização não deve ser abandonada, mas é importante que seja intercalada com outros tipos de calçados como saltos baixos ou calçados sem salto. Cuidar dos seus pés também significa cuidar da sua coluna.
Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails