0

Espaços para Jardins de inverno: beleza e utilidade



Jardins de inverno: beleza e utilidade

Quando o assunto é salão de eventos, o que lhe vem à mente? Provavelmente um grande espaço tomado por mesas e cadeiras, com ou sem um grande espaço para pista de dança. Talvez você imagine, de cara, um espaço com palco e fileiras de cadeiras, para a realização de palestras e congressos. Uma coisa é certa: trata-se de um espaço amplo e fechado, com instalações de luz e som especiais. Certo?
Mas e quanto à decoração? Como você a imagina? Talvez uma cor diferente na pintura, ou a presença de cortinas longas e esvoaçantes; quem sabe um grande lustre pendente? Ou luzes de foco dirigido que dão aquele ar de festa aos salões? Agora, conte-nos: já viu algum salão de eventos com jardim de inverno, mesmo que apenas em foto?

Plantas dentro do salão

“Hein?? Como assim? Um salão com plantas do lado de dentro??” Isso mesmo! E não estamos falando simplesmente daqueles grandes vasos de barro ou cimento com uma palmeirinha dento: falamos de jardins completos!
Quando visitar um salão de ventos com um jardim desse tipo, repare como as pessoas tendem a escolher primeiro as mesas mais próximas dele. Se perguntar a elas o motivo, umas dirão que é pelo frescor, outras pelo charme visual daquele cantinho.
Falando em frescor, esse é outro motivo bacana pra se instalar um jardim de inverno no salão. As plantas têm a capacidade de retirar o gás carbônico do ar e devolvê-lo ao ambiente convertido em oxigênio. Isso é ótimo! Os convidados terão horas agradáveis e respirarão um ar puro e fresco, novinho. Além disso, a presença das plantas ajuda na regulação da temperatura do ambiente – claro, com a devida limitação, já que em dias muito quentes e com grande número de pessoas, só mesmo uma floresta daria conta. Mas de toda forma, a simples presença delas já auxilia um pouco – sem falar na umidificação do ar, que sempre fica comprometido pelo uso do ar-condicionado.

O estilo ideal

Não há medidas máximas e mínimas para a área a ser ocupada por um jardim de inverno, mas convém um certo bom senso ao definir esse espaço. É importante levar em consideração o tamanho total do salão e a localização exata desse jardim, para que o espaço destinado aos convidados, bem como sua livre circulação, não fiquem comprometidos.
As plantas em sua maioria precisam da luz solar, mesmo que por poucas horas, para sobreviverem; assim, convém deixar uma parte do jardim aberta para o lado de fora do salão, para que elas recebam a luz necessária. Esta abertura pode ser tanto uma lateral quanto uma claraboia no teto (aliás, fica muito bonito). Existem lâmpadas especiais para iluminar jardins de inverno que não tenham contato com a luz solar, caso não haja forma de providenciar o acesso à luz solar.
Os tipos de plantas devem ser escolhidos com cuidado, levando em consideração o tamanho do salão e do espaço disponível para o jardim. Algumas árvores alcançam baixa estatura, mas outras ultrapassam a altura do pé-direito do salão – e isso pode se tornar um tremendo transtorno! Se tiver dúvida sobre a estatura das plantas que deseja cultivar no jardim, procure por um especialista.
As flores nem sempre toleram bem o cultivo em jardins de inverno, portanto planeje-o pensando mais em folhagens. Se a vontade for colocar mais cor no jardim, algumas folhagens apresentam cores bastante variadas, como a afelandra (Aphelandra squarrosa), o coleus (Solenostemon) e o camarão-rosa (Justicia scheidwelwri).
Um belo jardim de inverno faz toda diferença no salão de eventos. Que tal a ideia?

Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails